Como equilibrar a concentração interna e externa, a fim de otimizar ambos


Por Govindan Satchidananda

A concentração interna diz respeito ao estado de consciência da Testemunha; a concentração externa, à concentração sobre a tarefa do momento ou ao estado de estar atento. Os dois estados são importantes e têm seu lugar e momento. O que procuramos no Yoga não é um ou o outro ou apenas um deles, mas sim purificar nossos mental desta impressão do ego, que nos dá o sentimento de que “eu sou o autor” ou “eu sou o sistema de personalidade-mente-corpo".

"A concentração interna” é aquela em que a maior parte das tradições espirituais ou meditativas incentivam, e ela proporciona um equilíbrio com a mentalidade materialista ordinária e sensorial, que a cultura moderna encoraja. Especialmente hoje, a nossa cultura encoraja-nos a acreditar que, quando mais experiências fazemos, mais felizes seremos. No entanto, isso nos incentiva a confundir a felicidade, que é sempre uma experiência interna, com as coisas, pessoas ou fenômenos externos. As tradições espirituais e meditativas começam por ajudar os iniciantes a diminuir o ritmo, simplificar e dirigir-se para dentro, a fim de encontrar a calma interior, o centro, o espírito ou alma, que possui as qualidades de consciência, luz, equanimidade, transcendência, alegria e paz.

Há um risco, contudo, de que a descoberta da dimensão espiritual possa trazer uma negação das outras dimensões de nossas vidas: a física, a emocional, a mental e a intelectual; particularmente, nessas culturas ou tradições que são mayavadin, isto é, que vêem o mundo como uma ilusão. Onde a tradição encoraja-nos, por exemplo, a renunciar ao mundo. É a tradição predominante na Ásia, mesmo hoje, como era no Ocidente até a Renascença. Na nossa cultura materialista moderna, no entanto, apenas alguns poucos são tentados a ir a tal extremo. A maioria do meditantes no Ocidente utiliza a prática como um meio de aliviar o stress da vida quotidiana, e, no melhor dos casos, como um meio de cultivar uma dimensão espiritual, que tem sido, geralmente, neglicenciada.

Por isso, a pergunta “Como equilibrar o foco interno com o externo?” é respondida essencialmente pela prescrição: “ser ativamente calmo e calmamente ativo”. A maioria das técnicas de Yoga tem como propósito o cultivo deste caminho do meio, conhecido como sattva, que se caracteriza pelas qualidades como equilíbrio, leveza, consciência, paz, calma, inteligência etc.  Quando nossa prática de Yoga vai crescendo e se tornando abrangente, sattva cresce até mesmo em nossa vida diária. Entretanto, como nossa natureza humana é tão automática, temos que nos manter firmes em nossa sadhana regular de forma paciente e persistente. Também é necessário nos manter inteirados dos “mapas do caminho” ou textos clássicos do Yoga, para que possamos ser capazes de reconhecer os tropeços e obstáculos e como podemos superá-los. “Doença, inércia, dúvida, descuido, preguiça, indulgência com os sentidos, falsa percepção, não conseguir se firmar e instabilidade.” (Yoga Sutra, verso I.30) Nossa sadhana purifica os samskaras e nos torna capazes de agir conscientemente ao invés de reagir habitualmente.

Em um momento determinado, todavia, a alegria e o bem-estar inerentes à dimensão espiritual começam a ter lugar na vida quotidiana, trazendo uma grande calma, uma paz e uma aceitação das coisas como são, mesmo quando se está lidando com as atividades rotineiras e com as experiências difíceis com as quais a nossa vida ordinária nos confronta. No entanto, todos estão, ainda, funcionando em seus antigos programas ou samskaras, e até que esses sejam suficientemente enfraquecidos e substituídos por tendências sátvicas e baseadas na sabedoria, esses estados de calma e paz têm a tendência de serem sobrepujados pelos acontecimentos da nossa vida diária.

Assim, podemos responder a questão de como equilibrar a “concentração interna” com a “concentração externa”, essencialmente, pela sugestão: “ser calmamente ativo e ativamente calmo”.  A maioria das técnicas de Yoga tem como objetivo cultivar o caminho do meio, conhecido pelo nome de sattva, que é caracterizado pelas qualidades de equilíbrio, luz, consciência, paz, calma e inteligência. Quando nossa prática de Yoga aprofunda-se e cresce, sattva desenvolve-se em nossa  vida quotidiana. No entanto, como a natureza humana é tão habitual, devemos engajar-nos em uma sadhana yogue regular, com paciência e persistência. Também devemos estar bem informado por um “mapa” ou “roteiro”, textos clássicos de Yoga, de tal maneira, que reconheçamos as armadilhas, os obstáculos e como superá-los: “a doença, o aborrecimento, a dúvida, a negligência, a preguiça, indulgência dos sentido, falsa percepção, falha em alcançar chão firme e instabilidade” (Yoga Sutra I.30). A sadhana  purifica-nos de nossos samskaras e permite-nos agir conscientemente, ao invés de reagir por hábito.

Cultivando um estado de presença, a consciência aparece, trazendo a graça consigo. Nesse estado de ser, de consciência e graça, todas as ações podem ser executadas sem a distorção do ego. Age-se como um instrumento, cuidadosamente, sem se apegar aos resultados; sua própria alegria é evidente no Ser, e independe do fato da ação produzir ou não os resultados desejados ou esperados. Techniken.

Em termos de prática, cultive o estado de Testemunha, primeiramente, durante as atividades rotineiras, como durante a lavagem da louça, a limpeza da casa, a caminhada, a refeição, o banho, do começo ao fim, continuamente. Quando o estado de testemunha torna-se mas estável, reporte-se a esse estado durante atividades que exigem mais atenção, concertando alguma coisa, fazendo compras, ouvindo alguém falar ao telefone. Mais tarde, com a prática mais estabelecida ainda, cultive o estado da testemunha quando o mental está engajado em alguma leitura ou em outras atividades que requerem mais concentração. Mesmo nesses momentos, uma parte da consciência pode estar na Testemunha, em um estado de “concentração interior”, enquanto o resto da consciência permanece sobre a tarefa ou desafios do momento, isto é, na ."concentração externa”" Se você passa a maior parte do seu tempo absorvido em atividades que exigem uma "concentração externa”, recorra à sua imaginação e encontre uma maneira de simplificá-las, a fim de que possa passar mais tempo com atividades que permitam cultivar a “concentração interna”.

Por que razão isso é importante? É o que gosto de chamar de “o jogo da consciência”. Toda vez que você o joga, isto é, que você pratica estar presente e consciente, a ser a Testemunha, a graça surge. Garantido!. E cada vez que você esquece de ser a testemunha, o sofrimento aparece. Automaticamente. Você pode testar isso facilmente. É o único jogo na vida onde você ganha sempre. Em outros jogos, você, em última análise, está destinado a perder, pois apenas a Presença, a Consciência e a Graça são eternas e infinitas. Todo o resto é limitado pelo tempo e espaço e, assim, temporário.


Todos os direitos reservados: Sr. Govindan Satchidananda, de Janeiro de 2005



JORNAL GRÁTIS


Para receber um cópia GRÁTIS de nossa edição atual de Kriya Yoga Journal por email

NOTICIAS




Curso introdutório on line

Com Maitreya

"Yoga Sutras de Patanjali à Luz do Kriya Yoga de Babaji e da tradição Tântrica dos 18 Siddhas".


Curso Online Retidão e Resistência: Yama – os fundamentos éticos – na prática cotiadiana de Yoga

19.05 (5 aulas sempre nas quintas-feiras) via zoom

 


Iniciações em Kriya Yoga
no Brasil durante
o ano de 2022


Primeiro Nível

Com Nagalakshimi (Sharanadevi)

Mogi das Cruzes, SP, Brasil
8 a 10 de Abril 2022
São Paulo, SP, Brasil
13 a 15 de Maio 2022
Brasília, DF, Brasil
20 a 22 de Maio 2022
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
8 a 10 de Julho 2022
Espaço Mandala, Belo Horizonte, MG, Brasil
12 a 14 de Agosto 2022
Mogi das Cruzes, SP, Brasil
14 a 16 de Outubro 2022
Nova Friburgo, RJ, Brasil
16 a 18 de Dezembro 2022

Com Maitreya

Curitiba, PR, Brasil
13 a 15 de Maio 2022
Bento Gonçalves , RS, Brasil
27 a 29 de Maio 2022
Caxias do Sul, RS, Brasil
8 a 10 de Julho 2022
Porto Alegre, RS, Brasil
5 a 7 de Agosto 2022
Macapá, AP, Brasil
26 a 28 de Agosto 2022
Guarapari, ES, Brasil
2 a 4 de Setembro 2022
Praia da Pinheira (Palhoça), SC, Brasil
11 a 13 de Dezembro 2022

Com Annapurna Ma e Ganapati

São Paulo, SP, Brasil
28 a 30 de Janeiro, 2022
São Paulo, SP, Brasil
11 a 13 de Março, 2022
São Paulo, SP, Brasil
29 de abril a 1 de maio de 2022
São Paulo, SP, Brasil
28 a 30 de Julho, 2022
São Paulo, SP, Brasil
28 a 30 de Outubro, 2022
São Paulo, SP, Brasil
26 a 28 de Novembro, 2022

Com Narada

Cananeia, SP, Brasil
25 a 27 de março 2022
Cunha, SP, Brasil
8 a 10 de abril 2022
Cunha, SP, Brasil
7 a 9 outubra 2022

Com Saraswati Karuna Devi


Segundo Nível

Com Nagalakshimi (Sharanadevi)

Flor das Águas, Cunha, SP, Brasil
3 a 5 de Junho 2022
Sitio Sertãozinho, Moeda, MG, Brasil
19 a 21 de Agosto 2022
Nova Terra, Canela, RS, Brasil
16 a 18 de Setembro 2022
Curitiba, PR, Brasil
7 a 9 de Outubro 2022
Flor das Águas, Cunha, SP, Brasil
4 a 6 de Novembro 2022

Terceira iniciação

Com Nagalakshimi (Sharanadevi)

Cunha, SP, Brasil
25 de novembro a 4 de dezembro 2022

Kriya Hatha Yoga - Teacher Training

Com Nagalakshimi (Sharanadevi)

Flor das Águas, Cunha, SP, Brasil
08 a 18 de Fevereiro de 2022




Encontros de Satsang em são Paulo
sharanadevi


S.A.A. Ramaiah

Yogi S.A.A. Ramaiah: apóstolo do Siddhantha de Kriya Yoga Tamil
Saiba Como


Weekly Message Cards

NOVO: Receba nossos cartões com Mensagens Inspiradoras de Babaji

Vía WhatsApp ou Instagram

AQUI estão os detalhes



Está com problemas para receber nossos Emails?

clique aqui para ajuda

 

© 1995 - 2022 · Todos os direitos reservados para Babaji's Kriya Yoga and Publications  "(Babaji's Kriya Yoga é uma Marca Registrada)"